24 de maio de 2016

Resenha: Seis Coisas Impossíveis

Titulo: Seis Coisas Impossíveis
Sub titulo: Um choque de realidade de cada vez, por favor!
Autora:  Fiona Wood
Ano De Lançamento: 2013
Paginas: 272
Editora: Novo Conceito


Sinopse: Dan Cereill levou um encontrão da vida: seu pai faliu, assumiu que é gay e separou-se de sua mãe, tudo de uma vez só. Enquanto isso, sua mãe recebeu de herança uma casa tombada pelo patrimônio histórico que cheira a xixi de cachorro, mas que não pode ser reformada...
E, agora, Dan está vivendo em uma casa-relíquia que parece um chiqueiro, com uma mãe supertriste e sem conseguir falar com o pai — que ele ama muito.
Suas únicas distrações são sua vizinha perfeita, Estelle, e uma lista de coisas impossíveis de fazer, como:
1. Beijar a garota.
2. Arrumar um emprego.
3. Dar uma animada na mãe.
4. Tentar não ser um nerd completo.
5. Falar com o pai quando ele liga.
6. Descobrir como ser bom e não sair abandonando os outros por aí...
Mas impossível mesmo será:
1. Não torcer para que Dan supere seus problemas.
2. Não rir muito com os devaneios dele.
3. Não querer ter um cachorrinho como Howard.
4. Não desejar que a mãe de Dan encontre a felicidade.
5. Parar de ler este livro.
6. Não querer abraçar o livro depois de tê-lo terminado...



Minha Avaliação:

Resenha: Seis Coisas Impossíveis nos apresenta uma narrativa divertida, com personagens carismáticos. Mesmo o livro sendo infanto-juvenil não impede que este livros seja recomendado para todas as idades, pois mesmo que a história gire em torno de um garoto adolescente e todos os seus dramas, o que vale são as mensagens a respeitos das questões sociais, amizade, solidão, amor e lealdade, alem de ser uma leitura repleta de humor e ótima para descontrair.

Dan Cereill tem quatorze anos e esta passando por umas situações conflituosas em sua vida, ele é inteligente e sensível, porém não é muito sociável e tem vários problemas, tanto na escola quanto com a família.

“Meus problemas são como ondas – assim que um termina, lá vem outro tentando me derrubar.”

Ele tem uma lista de seis coisas que parecem impossíveis e ele meio que usa como referencia para seguir a sua rotina. Dan ao decorrer da leitura se mostrou forte e apesar de tudo não desistiu, sua personalidade se mostra aos poucos, e é muito difícil não gostar desse personagem.

“Fico me sentindo um idiota completo, mas vou sobreviver. Passar vergonha é uma das minhas principais tendências.”

Seus pensamentos nos redirecionam para fortes emoções e um envolvimento que se torna cada vez maior no decorrer das paginas lidas. O desfecho não poderia ter sido melhor e com certeza revela a parte delicada da história.

Esse livro tinha tudo para ser uma história triste, mas a autora foi bem realista e adicionou a quantidade certa de humor para a história ficar ótima.

2 comentários:

  1. Oi, Brenda! Faz tempo que quero ler esse livro. Muitos livros juvenis, apesar de abordarem problemas típicos dessa faixa etária, trazem várias mensagens que valem mesmo para todas as idades. Eu adoro!

    Beijos, Entre Aspas

    ResponderExcluir
  2. Muito bom livros que fogem das temáticas tradicionais e tem o poder de prender o leitor ao seu enredo. Sejam eles de qualquer gênero. Esta é uma dica de leitura que levarei em consideração!

    ResponderExcluir