14 de maio de 2016

Resenha: Namorado De Aluguel - Kasie West


Titulo: Namorado de Aluguel
Autora: Kasie West
Ano de lançamento: 2016
Paginas: 250
Editora: Verus

Sinopse: Quando Bradley, o namorado de Gia Montgomery, termina com ela no estacionamento do baile de formatura, ela precisa pensar rápido. Afinal, ela vem falando dele para suas amigas há meses. Esta era para ser a noite em que ela provaria que ele não é uma invenção de sua cabeça. Então, quando vê um garoto esperando pela irmã no estacionamento do baile, Gia o recruta para ajudá-la. A tarefa é simples: passar por namorado dela — apenas duas horas, nenhum compromisso, algumas mentirinhas. Depois disso, ela pode tentar reconquistar o verdadeiro Bradley.

O problema é que, alguns dias depois do baile, não é em Bradley que Gia está pensando, mas no substituto. Aquele cujo nome ela nem sabe. Mas localizá-lo não significa que o relacionamento de mentira deles acabou. Gia deve um favor a esse cara, e a irmã dele tem a solução perfeita: a festa de formatura da ex-namorada dele — apenas três horas, nenhum compromisso, algumas mentirinhas. 
E, justamente quando Gia começa a se perguntar se pode transformar seu namorado falso em real, Bradley reaparece, expondo sua farsa e ameaçando destruir suas amizades e seu novo relacionamento. 
Inteligente e maravilhosamente romântico, Namorado de aluguel retrata a jornada inesperada de uma garota para encontrar o amor — e possivelmente até a si mesma.






Minha Avaliação:

Resenha: O livro me surpreendeu! Gostei muito da sinopse e comecei a ler para ver se a leitura fluía e não parei mais. Alguns livros você pega, outros livros pegam você; esse foi um que me pegou!

Muito gostoso de ler, a autora sobre descrever muito bem os dramas e angústias dos adolescentes/jovens, seus relacionamentos e questões de identidade. 


O enredo gira em torno de questões como confiança e amizade. É muito legal como os personagens centrais da trama, Gia e Hayden, que se conhecem em um estacionamento, depois de Gia ser dispensada pelo namorado e como uma mentirinha ingênua toma proporções gigantescas e lança Gia por um caminho de autoconhecimento e escolhas. 

“Senti o impulso de responder automaticamente, dizer não. Mas ele estava certo. Eu sempre exibia uma aparência feliz. O dia de hoje devia ser de superação. Extravasar meus sentimentos. Não era algo fácil para mim, mas Hayden me fazia querer tentar.”

É muito legal ver a forma como à medida que a mentira vai crescendo, o quanto Gia se questiona, questiona suas ações e que tipo de pessoa ela é, a forma como ela vai amadurecendo ao refletir sobre esses questionamentos. O mesmo acontece com Hayden, que tem um problema sério com a questão da confiança e se vê envolvido na mentira de uma forma e não consegue sair. 

“Queria meu antigo eu de volta. Aquele que conseguia empurrar um problema para baixo do tapete até se sentir capaz de lidar com ele. Talvez a questão fosse essa. Eu nunca lidava realmente com nada.”

Hayden também vai aprender muito com Gia, mas Gia se surpreende com as reviravoltas que a vida dela toma de um minuto para outro, fazendo com que ela sinta emoções que até então tentava sempre sufocar, pois era mais fácil manter o controle quando as emoções ficam sufocadas, mas chega um momento que ela não consegue mais e é quando ela resolve ser uma pessoa melhor, menos superficial.

Nenhum comentário:

Postar um comentário