6 de março de 2016

Resenha: A Probabilidade Estatística do Amor A Primeira Vista

Titulo: A Probabilidade Estatística Do Amor A Primeira Vista
Autora: Jennifer E. Smith
Ano De Lançamento: 2013
Paginas: 224
Editora: Galera Record

Sinopse: Com uma certa atmosfera de Um dia, mas voltado para o público jovem adulto, A probabilidade estatística do amor à primeira vista é uma história romântica, capaz de conquistar fãs de todas as idades. Quem imaginaria que quatro minutos poderiam mudar a vida de alguém? Mas é exatamente o que acontece com Hadley. Presa no aeroporto em Nova York, esperando outro voo depois de perder o seu, ela conhece Oliver. Um britânico fofo, que se senta a seu lado na viagem para Londres. Enquanto conversam sobre tudo, eles provam que o tempo é, sim, muito, muito relativo. Passada em apenas 24 horas, a história de Oliver e Hadley mostra que o amor, diferentemente das bagagens, jamais se extravia.


Resenha: No começo do livro somos apresentados a Hadley e sua relação com o seu pai, que foi o que gerou toda a história. Eles tem uma relação complicada por que seu pai deixou sua mãe e foi morar em Londres com outra mulher e agora está prestes a se casar. Hadley é convidada para ser a madrinha e, mesmo relutante, sua mãe a convence a aceitar.

Depois de chegar poucos minutos atrasada e perder seu voo, tudo o que lhe resta é esperar o próximo e torcer para não se atrasar para o casamento. Mas se tudo tivesse ido como seus planos e ela não tivesse se atrasado ela nunca teria conhecido Oliver, um britânico que por acaso também espera o mesmo voo que ela, e durante o voo os dois se tornam amigos, ou mais que isso.

Desse encontro inesperado nasce um amor bem juvenil, pois do meu ponto de vista esse livro é bem adolescente, tratando de paixonites inesperadas e amores surpreendentes.

O que mais me tocou nesse livro foi a forma como a autora tratou da relação de pai e filha, do sofrimento de uma separação, da magoa.

A história me prendeu e li rapidinho, pois não poderia deixar de lado sem saber o final. E simplesmente amei. Cada frase, cada sentimento, e sofremos junto com eles. 

Com uma história que fala muito mais que uma paixonite aguda da adolescência, A Probabilidade Estatística Do Amor A Primeira Vista é um livro curtinho, mas com uma maturidade e sinceridade que raramente vemos na literatura para jovens adultos.


11 comentários:

  1. Olá...
    Não li esse livro ainda... Mas me encantei com a resenha... Um livro que com certeza vou ler em algum momento para descontrair...
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  2. Olá, Brenda.
    Eu adorei esse livro. Se passa em apenas um dia, mas tem tata coisa nele. O que mais me cativou também foi o relacionamento pai e filha, adorei ler isso no livro. É um livro que recomendo sempre.

    ResponderExcluir
  3. Oiee!
    Nossa esse livro!!! <3
    Li ele em um dia sem parar, é muito lindo!
    Recomendo a todos!

    ResponderExcluir
  4. Sou louco para ler esse livro, parece muito encantador e leve, além de ter bastante sentimento envolvido na história. Super curioso para ler! Abraços :)

    ResponderExcluir
  5. Que legal. Eu não pensei que o livro falasse mais do que um amor adolescente. É muito mais interessante tendo todo o problema com os pais separados e pai se casando de novo.

    Abraços :)

    ResponderExcluir
  6. Oi Brenda, o nome do livro é bem grandinho na hora que eu li lembrei da minha aula de Bioestatística e já fiquei animada amo essa matéria hahaha, eu amo livros adolescente, parece ser romântico na medida certa, fiquei curiosa pra ler as relação de sofrimento do pai e filha, já coloquei ele na minha lista de leitura obrigada pela dica bjs.

    ResponderExcluir
  7. Eu esperei muito desse livro e foi meio....menos do que pensei. Mas é bacana, vale a pena ler e tem uma história fofa e rápida. Pena que não deu pra conferir mais dos personagens, foi muito rápido.

    ResponderExcluir
  8. Eu sou louca para ler esse livro! O problema foi gravar o nome dele, realmente ele é muito grande!
    Amo sotaques britânicos e já fiquei apaixonada pelo Oliver! Quando vejo filmes que tem homens com esse sotaque me dá vontade de ver o filme várias vezes só para ouvir eles falando, rs (fiz isso com Os Delírios de Consumo de Becky Bloom)! Beijos

    ResponderExcluir
  9. Quero muito ler este livro, embora traga um tema mais adolescente tenho muita curiosidade para conhecer os detalhes desta história. Já fiquei torcendo pelo casal Oliver e Hadley, e o cenário onde tudo acontece me deixa com ainda mais vontade de conferir a obra. Enfim, amei a dica e a resenha.
    Abraço!

    ResponderExcluir
  10. Conheço o livro mas ainda não li, fiquei contente em saber qu embora seja um livro adolescente seja um livro bem maduro.

    ResponderExcluir
  11. Puxa, não pensei que este livro fosse tão legal, eu achava que fosse uma história de adolescente. Pela capa parece que tem um pouco de humor, e o final deve ser bem romantico.

    ResponderExcluir